Bullying: Conduta agressiva entre pares, com repetição, envolvendo uma vítima incapaz de se defender, com fragilidades a nível emocional e/ou físico, e um agressor mais forte, com capacidade dominante, com intensão deliberada em magoar e sem remorsos.

Fonte: Martins, M. J. (2005). O problema da violência escolar: uma clarificação e diferenciação de vários conceitos relacionados. Revista Portuguesa de Educação, 18 (1), 93-115.

Bullying para Fante (2005) é Um comportamento cruel e intrínseco nas relações interpessoais, em que os mais fortes convertem os mais frágeis em objetos de diversão e prazer, através de“brincadeiras” que disfarçam o propósito de maltratar e intimidar.

O bullying define-se como o comportamento agressivo entre pares, intencional e continuado (...) regista-se em diferentes tipos tais como o físico, verbal e indireto e em diferentes espaços.

Fonte: Pereira, B et al (2009). Descrever o bullying na escola: estudo de um agrupamento de escolas no interior de Portugal

O bullying é definido a partir de três características: trata-se de um comportamento agressivo ou de uma ofensa intencional; ocorre
repetidamente e durante muito tempo; ocorre em relações interpessoais caracterizadas por um desequilíbrio de poder.
Fonte: Olweus (1993),

O bullying ocorre quando se pensa existir perseguição e humilhação prolongada por parte de uma ou mais pessoas que se servem do seu poder para intimidar outro mais fraco que passa a ser vitima num relacionamento em que, precisamente o poder e a desigualdade dificultam que a ultima se proteja.


Adaptado a partir de http://www.educare.pt/educare/Atualidade.Noticia.aspx?contentid=1E0C73E7E57B3D99E0440003BA2C8E70&channelid=0&schemaid=&opsel=1


Por definição,
bullying compreende todas as atitudes agressivas, intencionais e repetidas, que ocorrem sem motivação evidente, adotadas por um ou mais estudante contra outro(s), causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder. Essa assimetria de poder associada ao bullying pode ser consequente da diferença de idade, tamanho, desenvolvimento físico ou emocional, ou do maior apoio dos demais estudantes.
Fonte: Aramis A. Lopes Neto*